sábado, 31 de dezembro de 2016

Mágico nota 10

Pra descontrair neste último dia de 2016 confira o que o mágico oriental faz neste vídeo  
Feliz Ano Novo!!

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Tradicional torneio do Leivan movimentou a pequena Dom Inocêncio e homenageou a Chapecoense



Evento teve homenagem à jogadores da Chapecoense (Foto: Divulgação)



Um grande torneio de futebol realizado nesta quinta-feira (22) reuniu times de várias localidades do município de Dom Inocêncio. A competição aconteceu no campo da comunidade Baixão do Tidim, a 23 km da zona urbana. Durante o evento, os times ergueram uma faixa em homenagem à equipe da Chapecoense, vítima de acidente aéreo no início do mês.

Ao todo, 12 equipes disputaram a competição e o tradicional time da comunidade Minador sagrou-se campeão. De acordo com o organizador Ademar de Sousa Teles, o evento deste ano superou todas as expectativas e ainda reuniu uma grande quantidade de pessoas de toda a região.

"Eu estou muito contente porque era gente demais. Esse ano foi melhor do que em 2015, pois as vendas foram quase dobradas em relação ao ano passado. O pessoal também elogiou a organização. Graças a Deus estou muito contente e agora vou trabalhar para ver se consigo fazer melhor ainda no que vem", falou.

Time do Minador terminou como campeão do torneio (Foto: Divulgação)

A competição foi patrocinada pelo gerente comercial Leivan Dias e também contou com o apoio dos irmãos Arnaldo e Régis. A intenção da organização é fortalecer cada vez mais o torneio da localidade Baixão do Tidim e fazer com que ele se torne uma tradição esportiva no período natalino.

Todos os anos, nesta época do Natal, Leivan viaja de São Paulo com destino à Dom Inocêncio para realizar o tradicional torneio de futebol e a distribuição de presentes no Natal às crianças da sede e interior da pequena grande cidade.

Veja mais fotos do evento:









 

Qual o seu maior desejo para 2017?

"Desejo Nacional"
Faça os cálculos corretos que aparecem abaixo e descubra qual o seu sonho de consumo para 2017  e que também é o maior desejo dos brasileiros para o próximo ano.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A "Operação Oi" é o maior escândalo do ano. E você nem ouviu falar

André Forastieri    /Diretor de Novos Negócios - Record Hub / R7
Está acontecendo nesse exato momento o maior golpe no bolso do brasileiro desde - bem, talvez desde sempre. Segundo o Tribunal de Contas da União, pode chegar a R$ 105 bilhões. Isso faz o prejuízo da Petrobras pelas mãos das empreiteiras e políticos envolvidos na Lava-Jato, de R$ 20 bilhões, parecer fichinha.
Para você ter uma idéia, dá para pagar quatro anos de Bolsa Família. Ou dá para cobrir os R$ 72,5 bilhões do rombo da Previdência da União em 2016 (e ainda sobra uma graninha boa, mais de trinta bi). Segundo outras fontes, talvez seja menos bilhões. Quanto exatamente? Essa é uma das questões chave. Muito, muito dinheiro de qualquer jeito. Vamos dar um apelido fácil de lembrar? Que tal chamar de "Operação Oi"?
Essa trama começa em junho. Quando a Oi entrou com o maior pedido de recuperação judicial do país, no valor de R$ 65 bilhões. Poucos dias depois saíram as primeiras reportagens sobre uma possível "mudança regulatória" nas regras do setor das telecomunicaçoes, que o governo estudava para "estimular a economia". Foi uma das primeiras iniciativas na área econômica de Michel Temer, então ainda presidente interino. O responsável era o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.
O que essa "mudança regulatória" propõe?
Pela lei vigente no Brasil, quando os contratos das Teles terminarem, em 2025, elas têm a obrigação de devolver parte do seu patrimônio físico à união, patrimônio que elas vem usando e administrando desde a privatização. São antenas, cabos, torres, instalações, redes e milhares de imóveis. É patrimônio do país, não das teles.
Mas com a nova lei esse patrimônio vai ficar com as empresas. Em troca, elas se "comprometem" a investir valor equivalente. Me engana que eu gosto... isso aí é uma iniciativa do governo para viabilizar uma "operação salvação" da Oi. As outras teles também saem ganhando: Claro, Vivo, Algar e Sercomtel. Mas o foco é a Oi. Sem esse alívio bilionário, investidor nenhum vai botar dinheiro na Oi, esse buraco sem fundo. E tem muita gente interessada em salvar Oi. Interesse próprio, principalmente.
Sem essa ajudinha do governo com o patrimônio público, a Oi quebra definitivamente. O que rende mais uma investigação tão complicada quanto a própria Lava-Jato.
A operação é tão escabrosa que a população não sabe nem exatamente o quanto é o tamanho da tunga. Reportagem de Felipe Frazão na Veja, esse final de semana, cita um valor de R$ 20 bilhões, e mais R$ 20 bilhões em perdão de multas das Teles. Mas o TCU fala de R$ 105 bilhões, depois de fazer uma auditoria.
Apesar dos valores gigantescos, o Projeto de Lei da Câmara foi aprovado sem alarde na Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional, semana passada. Já seguiu para Michel Temer sancionar. Um grupo de senadores tentou barrar, liderado por Vanessa Graziotin. Queriam que a nova lei vá ao plenário para ser discutida e votada. A secretaria-geral da mesa do Senado acaba de jogar fora a iniciativa deles. O patrono dessa nova lei no Senado, aliás, é Renan Calheiros, que surpresa...
Mais uma vez, Brasília age na calada da noite. Aprovam leis importantíssimas na correria, sem o Brasil nem entender o impacto delas. Nesse caso, sem as leis nem chegarem a serem votadas em plenário. Vale lembrar que no dia onze de outubro, o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse o seguinte sobre a Oi: “Nós temos duas premissas: trabalhar para que não haja intervenção e não haverá injeção de dinheiro público [no processo de recuperação da empresa]”. Boa parte da imprensa está caladinha sobre esse assunto. A Oi e as outras Teles são muito influentes e grandes anunciantes.
Impedir esse assalto ao Brasil requer uma pressão popular muito grande. Na véspera desse Natal de carestia, com tudo que os brasileiros têm que enfrentar, e um assunto complicado desses, resistir é muito difícil. Eles contam com nossa desatenção, nosso desalento. E mantêm o discurso de que é preciso o povo fazer sacríficios. Que os juros continuem altos. Que é fundamental cortar o investimento nos estudantes, nos velhos, mães de família, aposentados, deficientes... é inacreditável que ainda haja gente defendendo o Teto dos Gastos, o arrocho, a "reforma" na previdência dos mais pobres, a privatização a qualquer preço. O Brasil está cheio de grana, está vendo? Tem bilhões (nossos) para dar de presente para grandes empresas.
O que deve ser feito?
De cara é preciso parar isso tudo. Se Temer sancionar (e vai), tem que ser parado pela Justiça, nem que seja por ação popular. Até que a gente saiba exatamente qual é o valor. Existe uma diferença enorme entre R$ 105 bilhões, o valor dado pelo TCU, e R$ 20 bilhões, que é o que valor deste patrimônio segundo o governo. Vamos entender esse valor direitinho. Depois disso que se debata, que se investigue, que se analise, que se vote. Paralisação imediata da "Operação Oi". E já!

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

George Michael - Freedom! '90

George Michael se foi. O cantor inglês que sacudiu os jovens nos anos 80 e 90 partiu neste domingo de Natal deixando um vazio na música internacional. Juntamente com David Bowie, Prince e Neil Diamond, roqueiros que também morreram neste ano, o cantor nos deixou muito cedo, aos 53 anos vítima de problemas cardíacos. Curta um dos seus grandes sucessos dos anos 90



O internauta Sidnei Victor Figueiredo comentou a respeito da mensagem subentendida na música de George Michael

"Após ler a tradução fica claro que ele sofria a pressão de ser o "garoto bonitinho da MTV" mas a homossexualidade escondida o fazia infeliz. Ele precisava gritar e dizer à esposa e ao mundo que era hora da liberdade. Apesar de ser hétero, eu respeito isso, a vida é muito curta pra ser infeliz."

veja letra e tradução da música logo abaixo

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Feliz Natal !!!


Desejamos que a cada dia do próximo ano 
você encontre os melhores motivos para felicidade
trazendo sempre um sorriso no rosto.
Que as semanas sejam repletas de boas conversas
boas risadas e energia.

Que  este novo ano que está surgindo traga novos 
sonhos, planos e expectativas.
A Cristal se une a você para abraçar a chegada do

ano novo com muita alegria e esperança.

Que venha 2017 e que continuemos juntos nos anos que virão!!!

E já que chegou o Natal

O espírito natalino está vivo na voz da pequena Jackie Evancho cantando "Noite Feliz" em uma magnífica apresentação


10 curiosidades para refletir neste Natal

1. Não que seja boa, mas a média de salário dos professores é maior do que a média de salários dos jogadores de futebol.
2. A maioria dos seguidores de religiões afrodescendentes de São Paulo são brancos.
3. Grande parte de quem ganha na loteria fica pobre em poucos anos.
4. 66% dia brasileiros aprovam o trabalho de Sérgio Moro, enquanto, 22% o consideram injusto.
5. Na lista dos bilionários brasileiros, apenas 23 têm menos de 50 anos de idade. Cerca de 20% deles não são herdeiros e construíram sua própria fortuna.
6. Ricos ficam pobres e pobres enriquecem. Todos os anos isso acontece.
7. Ha riscos em empreender, há riscos de você ficar desempregado na iniciativa privada, bem como há riscos de você ser um funcionário público que não recebe seu salário ou que passou a vida estagnado. Há riscos por todos os lados.
8. Tem gente tendo bastante sucesso na África e América do Sul, assim como tem gente fracassando nos EUA, Dinamarca ou Inglaterra.
9. Trabalhar muito não é o suficiente para ter uma empresa bem sucedida, mas todos que chegaram no topo trabalharam bastante.
10. As coisas mais valiosas da vida o dinheiro não pode comprar.
blog Geração de Valor

Governo envia resposta ao blog sobre a PEC do Piauí

Em resposta a postagem do blog sobre a PEC do Piauí de 16/12, o governo do Estado enviou ao blog da Cristal um comunicado detalhando o que significa a PEC enviada à Assembleia dos deputados. Confira abaixo:

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Nazareth- Dream On- ( Tradução )

"Continue sonhando"

Curta este momento mágico da música internacional na voz rouca de Dan McCafferty, vocalista da banda que fez história entre os anos 70 e 80, Nazareth. A canção passa uma linda mensagem de otimismo nesta semana que comemoramos o Natal. E viva o espírito natalino!!!!1



Dream On 
(Continue Sonhando)

Continue sonhando
Embora seja difícil reconhecer
Embora você esteja enganando a si mesma
Continue sonhando

Continue sonhando
Você pode se esconder
Não há nada a dizer, então continue sonhando

Continue sonhando
Embora seja difícil reconhecer
Embora você esteja enganando a si mesma, continue sonhando

Você pode rir de mim porque eu estou chorando
Você pode contar a seus amigos o quanto eu te implorei pra ficar
Você pode viver sua fantasia sem mim
Mas você nunca irá saber o quanto eu precisava de você

Continue sonhando
Isso é fácil para você
Embora eu esteja partido em dois, continue sonhando

Continue sonhando
Você não pode ver
O que está fazendo para mim, então continue sonhando

Você pode jurar e ainda continuar mentindo
Você pode contar as razões pelas quais jogou isso fora
Você pode sonhar com sua vida longe de mim
Mas você nunca irá saber o quanto eu precisava de você



Balanço mais famoso do mundo fica em um precipício

No Equador há um balanço que é o mais famoso do mundo. O motivo é que fica em uma casa numa árvore e se projeta em um precipício situado a aproximadamente 2.660 m do nível do mar!

informações: blog TV Lagartixa

Mas, é apenas para os mais corajosos porque não há nenhum item de segurança, sendo simplesmente, como os tradicionais balanços; duas cordas, o local de sentar e nada mais.


É chamado de o “balanço do fim do mundo”, está localizado em Baños de Agua Santa. Quem recebe os turistas é um senhor de mais de 70 anos que mora em uma casa simples, próximo a casa na árvore.




A área em volta é cercada por bonitas montanhas e o visitante também pode apreciar um vulcão, o Tungurahua. 




Quem não quiser se balançar radicalmente, pode somente subir na casa da árvore.




Olhando as fotos, temos a impressão que fazer isso é muito perigoso, mas, na verdade, o balanço não fica exatamente na beira de um penhasco, mas, em uma encosta íngreme, como pode-se ver nesse vídeo!


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Eu acredito em Papai Noel

"Eu acredito", por Nizan Guanaes, publicitário baiano


Eu acredito em Papai Noel. Mesmo depois de,
aosseis anos, um coleguinha estraga-prazeres ter
me contado a mentira de que ele não existe, eu
continuei acreditando.




Os empreendedores todos acreditam em Papai Noel. São crianças grandes, 
que acreditam em coisas mágicas e impossíveis.

Afinal, os homens sensatos se adaptam ao mundo. Os homens insensatos
tentam adaptar o mundo a eles. Isso significa que todo o progresso da
ciência se deve aos homens insensatos –os empreendedores.

Os caras que acreditam em Papai Noel são os que mudam o mundo,
constroem empresas, fazem a humanidade avançar. Marcel Herrmann
Telles, da Brahma, acreditou em Papai Noel, acreditou muito.
Ele sempre dizia, brincando, que um dia ia comprar a Budweiser, a grande
cervejaria americana. 

As pessoas normais não acreditavam nisso. Mas Marcel acreditou em Papai
Noel, e o bom velhinho ouviu seus pedidos.

Eu acredito em Papai Noel. E quem acredita em Papai Noel acredita em coisas
que não existem. Por isso mesmo, eles fazem existir coisas que até então não
existiam.

Walt Disney acreditava em Papai Noel. Ele acreditou num rato. Você acha que
um ser humano normal vai acreditar num rato? Vai fazer um império baseado
em uma coisa nojenta? Isso não passa em pré-teste. 
Pois Disney, grande acreditador do bom velhinho, acreditou no rato e fez coisas 
inacreditáveis a partir do Mickey.

Eu acredito em Papai Noel. Acreditei a vida inteira.

Nasci no Pelourinho, numa casa de cimento batido e sem água encanada. 
A gente aquecia a água no fogão, botava num latão e usava uma cuia para se
banhar. A chance de eu estar onde estou hoje era uma em mil, no mínimo.
E quem me trouxe até aqui foi a crença em Papai Noel e em coisas mágicas,
que só a fé vê.

Acredito em Papai Noel. Pedi coisas a ele a vida inteira. Pedi sucesso em São
Paulo como publicitário, e não é que o Washington Olivetto me levou para DPZ?

Pura magia.

Empurrado por sonhos, fui crescendo e fazendo coisas que só os sonhadores
fazem. Porque os sonhos me levaram a ter meu próprio negócio, a conquistar
prêmios, contas - a conquistar o mundo. E a fazer coisas que só se pode fazer
sonhando.

Guga e eu abrimos nossa agência, a DM9, em setembro de 1989 com
investimento do Banco Icatu. Em março de 1990, o Plano Collor levou todo o
nosso dinheiro. Sobrou o quê? O sonho. E foi o sonho que nos trouxe até aqui.

O sonho levou o menino pobre do Pelourinho a lugares que ele jamais poderia
sonhar. Papai Noel tem vários nomes. Sonho grande, fé, esperança, imaginação,
superação, poder da mente.

Para mim, Papai Noel não mora no polo Norte. Mora naquele lugar da mente
e da alma onde as coisas comuns, os lugares-comuns e os homens comuns não
chegam.

Papai Noel mora na alma de Steve Jobs, de Mark Zuckerberg, nos olhos do
cara que criou o Netflix. Gênios empreendedores, eternas crianças. Que homem
sério batizaria a sua empresa de "maçã"? Só um acreditador de Papai Noel.

É verdade que, com o tempo, minha cartinha a Papai Noel foi ficando mais
ambiciosa. Antes eu pedia coisas, depois fui pedindo coisas complicadas, como
ter um sonho de criança, ter paz de espírito. Agora estou pedindo netos.

Claro que, para ser atendido, você tem de ser um bom menino, fazer coisas boas,
sonhar coisas belas e mágicas. Os empreendedores são aqueles que acreditam
em Papai Noel e por isso ganham mais do que presentes. Eles fazem o futuro.

Feliz Natal empreendedores. Feliz Natal acreditadores em Papai Noel.

sábado, 17 de dezembro de 2016

Reinauguração Supermercado Rosário em São Raimundo agitou o Galo Branco

O Supermercado Rosário de São Raimundo Nonato, pensando em melhor atender seus clientes, promoveu uma grande reinauguração. 
O Supermercado Rosário agora conta com uma nova Padaria de alto padrão, açougue de 1ª linha, um caixa automático para recebimento de contas e um amplo espaço com os mais diversos tipos de produtos.
A Cristal produtos para limpeza parabeniza toda a equipe do Supermercado Rosário nesta nova etapa. As novas instalações  proporcionam maior diversidade de mercadorias aos clientes, mais espaço para circulação na loja e os melhores preços da cidade agora também atendendo no atacado e varejo.
O Supermercado Rosário fica localizado na Rua Dr. Humberto Paixão S/N no bairro Galo Branco e também é distribuidor dos produtos Cristal.
com informações e imagens: sãoraimundo.com
Equipe do Supermercado Rosário comandada por Dorisar, de camisa verde, atendimento especial ao cliente


















E já que chegou o final de semana....

Vê se consegue aprender a música"!!!!

Rapaz enlouquece ouvindo "Evidências"

E já que chegou o final de semana, que tal ouvir esta música que marcou época. Será que ele gostou da canção?

Políticos delatados têm apelidos revelados na Lava Jato

"Todo feio, Boca mole,...."
O comediante Fábio Porchat analisa o conteúdo das delações da operação Lava Jato que revelou o apelido de políticos envolvidos no recebimento de propina.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A diferença entre rico e pobre

O rico levou o filho para ver como vivem os pobres e veja o que aconteceu

PEC do Piauí que limita gastos por 10 anos é enviada á Câmara dos deputados

"Apertando o cinto ainda mais"
O Governo do Estado usou estratégia parecida com a do Governo Federal e encaminhou à Assembleia Legislativa um Projeto de Emenda Constitucional que limita os gastos públicos no Piauí pelo período de 10 anos. A proposta que institui o Novo Regime Fiscal foi lida no dia mesmo dia em que o Senado aprovou a PEC 55 em segunda votação.
Na mensagem que acompanha o projeto enviado à Alepi, o governador Wellington Dias (PT) justificou que o Brasil passa pela mais grave crise econômica da sua história e que é preocupante o horizonte que se apresenta para os anos seguintes. “A continuidade na queda das transferências governamentais, em particular o FPE, abalou significativamente as finanças do Estado”, afirmou o governador.
De acordo com a proposta, os gastos públicos devem ser limitados – deduzidas as despesas com inativos e pensionistas – considerando o maior valor entre: o orçamento do exercício imediatamente anterior, corrigido pelo IPCA, ou até 90% do crescimento da Receita Corrente Líquida do ano anterior.
Caso aprovado, o projeto de emenda constitucional já começa a valer a partir de 2017 até o ano de 2026, mas poderá ser revista ao final de 2021. Serão afetados os poderes Executivo, Judiciário e Legislativos, o Tribunal de Contas do Estado, o Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública do Estado.
Em caso de descumprimento, serão aplicadas penalidades que proíbem:
1) conceder aumento, reajuste ou adequação de remuneração a membros do Poder ou órgão, exceto dos derivados de sentença judicial transitada em julgado ou determinação legal. 
2) criar cargo, emprego ou função que implique no aumento das despesas.
3) alterar a estrutura de carreira que implique no aumento das despesas.
4) admitir ou contratar pessoal, de qualquer título, ressalvadas as reposições dos cargos de chefia e de direção, que acarretem aumento das despesas. 
5) realizar concurso público, com exceção para repor vacâncias. 
6) Criar ou majorar auxílios, vantagens, bônus, abonos ou verbas de representação.
7) Criar despesas obrigatórias.
8) Adotar medidas que impliquem no reajuste das despesas obrigatórias acima da variação da inflação. 


"PEC é diferente, afirma secretário"
O secretário estadual da Fazenda, Rafael Fonteles, declarou que a PEC enviada pelo governo do Piauí para a Assembleia Legislativa é "completamente diferente" da PEC 55, apresentada pelo governo federal, que limita os gastos públicos pela inflação por 20 anos.
"No texto do Piauí, há a possibilidade de reajustar pelo crescimento da receita. E a receita cresce mais que a inflação. Essa é a realidade dos últimos 10 anos no Piauí. Portanto, essa é uma PEC mais apropriada. Fora que o tempo é de apenas 10 anos, com revisão no quinto ano. Ou seja, na prática, é uma PEC de cinco anos", argumentou o gestor, em entrevista ao Notícia da Manhã desta sexta-feira (16).
Fonteles reiterou que o governo já vinha cortando gastos em vários setores para sobreviver à crise econômica. Ele disse ainda que o modelo de PEC do Piauí será exemplo para os outros estados do Nordeste, por ser mais sensível à realidade da região. E garantiu que não haverá prejuízos ao servidor público. 
"Não há nenhum temor em relação aos servidores públicos. O que há é uma adequação. Esse foi o compromisso dos governadores com o presidente [Michel] Temer. Queriam colocar um pacote fixo em todos os estados, mas os governadores se rebelaram, para colocar um texto mais apropriado. Estamos enviando uma PEC completamente diferente, até porque tememos que ela aprofunde ainda mais a recessão, pois corta o principal indutor do desenvolvimento, que são os investimentos públicos", acrescentou. 
O projeto proíbe a abertura de crédito suplementar ou especial que amplie o montante total autorizado para as despesas. E diz ainda que o governador do Estado poderá propor um novo regime a partir de 2021. 
O texto agora passará pela análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia. 
Cantídio Filho, da UFPI aprova a nova PEC do Piauí
"Com a economia em recessão, a arrecadação federal e estaduais em queda, com a dependência dos governos estaduais de uma grande parte dos orçamentos originários de transferências do governo federal, não há outra saída senão limitar gastos. 
O governo Temer aposta na recessão para conter gastos e controlar a inflação, diferente dos governos Lula e parte do governo Dilma que priorizaram expandir investimentos, o consumo popular de bens duráveis para aquecer a economia. 
Portanto, o governador está certo, do contrário, o Estado quebrará tal qual já vem acontecendo com o Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e outros. Não se trata de copiar Temer e sim se adaptar a realidade imposta pelo governo recessivo de Temer, que quer cortar conquistas e direitos sociais, sem mexer com os grandes devedores de impostos, com a grandes fortunas, o setor financeiro e muito menos renegociar a dívida pública em condições de pagamento mais favoráveis.
Por outro lado o jornalista inocentino Gustavo Almeida estranhou a ausência de manifestantes em frente ao Palácio do Karnak.
"Olha só!!! O governador Wellington Dias, do PT, enviou proposta à Assembleia Legislativa que limita os gastos públicos do Piauí por 10 anos. Interessante é que não vi ninguém protestando na frente do Karnak, ninguém xingando o governador, ninguém chamando o seu partido de usurpador de direitos, NINGUÉM. Todos calados! Nem mimimi teve!"

Por: Nayara Felizardo/Cidade Verde 
informações: Portal Odia